04 abril 2008

Dr. Victor Semedo I


Falar de Victor Semedo é um dever de quem do Pombalinho ousou  percorrer este caminho de histórias sobre pessoas e lugares marcantes para muitos de nós nos últimos tempos de vida colectiva da nossa terra. Penso deste modo que não será excessivo dizer desta simpática individualidade franzina mas sempre de uma enorme disponibilidade para o serviço público, que hoje dificilmente encontraríamos alguém na área da medicina que voluntariamente optasse, como ele o fez, por uma dedicação exemplar aos cuidados de saúde dos Pombalinhenses e demais populações nossas vizinhas.


Não fui muitas vezes, felizmente, consultado pelo Doutor Semedo. Lembro-me de a ele recorrer devido a algumas amigdalites já  em estado de inflamação avançada e nada mais do que isso, mas todos nós, creio, que por razões familiares sabemos quanto foi importante o desempenho do Dr. Victor Semedo na assistência médica domiciliária em situações de saúde mais agudas. E a população do Pombalinho sabia perfeitamente que de bicicleta ou mais tarde de automóvel, ele sempre acabava por pedir licença para entrar, depois de bater à porta, independentemente da hora do dia a que fosse chamado. E por isso muito justamente ficou registado na vida colectiva de todos nós, o agradecimento que os Pombalinhenses lhe quiseram prestar numa bonita Festa de Homenagem realizada em 1982.


Festa Dr Semedo 4

Maria Luísa Narciso durante o uso da palavra na entrada das instalações da Junta de Freguesia.
Em representação oficial estiveram presentes, Francisco Barrão, Ladislau Teles Botas e Costa Braz.





Festa Dr Semedo 1

Outro dos aspectos da cerimónia de homenagem ao Dr. Victor Semedo.





Festa Dr Semedo 3

Dr. Victor Semedo rodeado por Ana Leal, Georgina, Maria Júlia, Maria Luísa Narciso e Diamantina Carvalho.





Festa Dr Semedo 2

Num ambiente de grande cumplicidade, todos quiseram estar com o nosso médico de família. Reconhecem-se de entre outros, Ana Leal, Francisco Barrão, Georgina, Maria Luísa Narciso, Diamantina Carvalho, o homenageado Victor Semedo, Ladislau Teles Botas e Maria Júlia.






Virgínia de Jesus



 aqui nos tínhamos referido ao Doutor Victor Semedo, mas nunca será demais no que nos é possível, mantermos viva a memória do seu contributo como médico e homem no bem-estar das gentes do Pombalinho.


Colaboração fotográfica_ Maria Luísa Narciso






4 comentários:

carlos disse...

Só hoje conheci este blog e fiquei profundamente impressionado pela qualidade dos textos, pela magnificência das fotografias e - sobretudo - pelo seu elevado interesse cultural. Aqui está o melhor exemplo de um "serviço público"! Não tenho parabéns que cheguem. Bem haja.

MGomes disse...

Caro,Carlos!
Na impossibilidade de o fazer de outro modo, aqui estou nesta caixinha de comentários a manifestar-lhe os meus agradecimentos pela simpatia como qualificou este espaço recentemente por si descoberto.
Continuo naturalmente a contar com a sua presença e se for caso disso, com os seus sempre bem vindos comentários!

Obrigado e um Bom Fim de Semana para si

Um Abraço

guilherme Afonso disse...

Pessoa simples, afável, a História do Pombalinho não pode ser escrita sem que nela ocupe um lugar de muita honra o Dr. Victor Semedo.

MGomes disse...

Concordo inteiramente consigo, caro Amigo Guilherme! O Pombalinho e as suas gentes ao Dr Semedo muito devem. Afinal ainda vivíamos no tempo em que ser-se médico, muito longe se estava ainda, de apenas ser considerada uma profissão! E ele desfraldando o valor da solidariedade e a bandeira da disponibilidade, ficou como Homem e Médico na memória de muita gente do Pombalinho.